Notícias

Informações de mercado.

Eventos voltados para tecnologia em 2017. Confira a agenda!

on Abril 21, 2017 Comentários desativados em Eventos voltados para tecnologia em 2017. Confira a agenda!

A silhouette of a woman standing in front of a wall of tv screens.21

Assim como a tecnologia, o tempo não para e a apresentação de novidades é mais vasta do que se imagina.

Pensando nisso, selecionamos uma lista dos principais eventos ligados à tecnologia que vão acontecer no Brasil nos próximos meses de 2017.

Confira:

Social Media, Marketing Digital e Inovação

Social Media Week
11 a 15 de setembro (São Paulo)

Brazil Independent Game Festival (BIG)
24 de junho a 02 de julho (São Paulo e Porto Alegre)

Campus Party
14 a 18 de junho (Brasília)

Conferência Ethos 360º
Datas ainda não divulgadas (Rio de Janeiro e São Paulo)

eShow SP
22 e 23 de junho (São Paulo)

Intercon
Datas ainda não divulgadas (São Paulo)

Proxxima
Datas ainda não divulgadas (São Paulo)

RD Summit
Datas ainda não divulgadas (Florianópolis)

Redes-eGov
27 e 28 de abril (Florianópolis)

Enter+
Datas ainda não divulgadas (São Paulo)

Social Media Happy Hour
Diversas datas durante o ano todo (São Paulo)

Eventos da Academia Trianons
Durante o ano todo (São Paulo)

PICNIC Brasil
Novembro (Rio de Janeiro)

Innovation Pay
31 de agosto (São Paulo)

Desenvolvimento, TI e Segurança

Big Data Week
Datas ainda não divulgadas (Rio de Janeiro)

Cloud World Forum LatAm
Junho (São Paulo)

Congresso Fecomercio de Crimes Eletrônicos
Agosto (São Paulo)

Fórum E-commerce Brasil
25, 26 e 27 de julho (São Paulo)

Gartner Symposium
25 e 26 de abril (São Paulo)

IT Forum Expo
07 e 08 de novembro (São Paulo)

Mobile Brazil Conference
Maio (São Paulo)

PHP Conference
Dezembro (São Paulo)

Python Brasil
Outubro (Florianópolis)

QCon SP e Rio
24, 25 e 26 de abril (São Paulo)
Datas ainda não divulgadas (Rio de Janeiro)

Ruby Conf
Setembro (São Paulo)

Mind The Sec Forum
12 e 13 de setembro (São Paulo)
18 de maio (Rio de Janeiro)

FISL
05 a 08 de julho (Porto Alegre)

Roadsec 2017
Várias datas entre fevereiro e novembro (Goiânia, Campo Grande, Brasília, Cuiabá, Belém, São Luis, Fortaleza, entre outras)

Futurecom
02 a 05 de outubro (São Paulo)

Ciab Febraban
06 a 08 de junho (São Paulo)

CNASI
29 e 30 de maio (São Paulo)
25 de outubro (Rio de Janeiro)
23 de agosto (Distrito Federal)
28 de março (Pernambuco)

Startups

Assinaturas Day
8 de junho (São Paulo)

BRNewTech
21 de junho (São Paulo)

Case
Novembro (São Paulo)

Circuito Startup
Durante todo o ano (São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte)

Congresso ABVCAP
5 e 6 de junho (Rio de Janeiro)

Demo Day
Julho (Rio de Janeiro)

Superlógica Xperience
10 e 11 de agosto (Campinas – SP)

Gala LatAm Founders
Durante todo o ano (São Paulo)

Edu4.me
Novembro (São Paulo)

Semana Global do Empreendedorismo
Novembro (diversas cidades)

Startup Weekend
Todo o ano (diversas cidades)

Virada Empreendedora
20 e 21 de maio (São Paulo)

SaaS Meetup
Julho (São Paulo)

Customer Experience Summit
28 de setembro (São Paulo)

Fonte: Eventbrite

leia mais
Andressa NascimentoEventos voltados para tecnologia em 2017. Confira a agenda!

Saiba como seguir exemplo de Facebook e Google para combater as notícias falsas

on Abril 3, 2017 Comentários desativados em Saiba como seguir exemplo de Facebook e Google para combater as notícias falsas

“Uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade”. A frase de Joseph Goebbels, ministro da propaganda de Adolf Hitler, já mostrava o quão nociva pode se tornar uma mentira, se bem contada.

Com o atual combo (volume impressionante de informações + redes sociais a perder de vista + uma rotina cada vez mais atribulada), a coisa se complica. E isso faz com que empresas e clientes precisem de maior atenção ao disseminar e consumir informações.

Empresas gigantes, inclusive, já deram seu pontapé inicial. Foi o caso de Google e Facebook, que já entraram com controle de boatos e notícias falsas, incluindo punições financeiras dos autores de fake news. O WhatsApp, entretanto, ainda não encontrou um sistema capaz de apontar informações mentirosas.

Empresários sabem o quanto a transparência e confiança são importantes para manter o cliente; e claro, sua imagem intacta. Facebook e Google, então, decidiram bombardear a rentabilidade do negócio da criação de conteúdo falacioso.

Algumas ações já chegaram ao Brasil, mas a parcela ainda é pequena. Facebook, inclusive, foi acusado de permitir que sites de “fake news” manipulassem a opinião pública durante a eleição presidencial de 2016. E o Google se viu diante da vergonha de exibir serviços e produtos falsos como os mais relevantes em sua busca.

Inspire em algumas medidas tomadas pelas empresas para barrar os mentirosos da web:

Punições do Google

O Google começou a punir todos aqueles que “falsificam, distorcem ou ocultam informações sobre editores, o conteúdo do editor ou o propósito primário da propriedade da web”. Quando identificadas, essas páginas passam a ser proibidas de participar dos programas de anúncios do Google. No YouTube, políticas de uso estão sendo revisadas para que anúncios deixem de ser veiculados. Afinal, a publicidade rende quase 9 de cada 10 dólares faturados pela empresa.

“O objetivo da busca é fornecer os resultados mais relevantes e úteis para os usuários. Estamos trabalhando continuamente para aprimorar os algoritmos” (Google)

O objetivo na busca do Google é algo factual, é retirado dos resultados os links que tragam alguma informação imprecisa. Esse recurso já funciona nos Estados Unidos, no Reino Unido, na Alemanha e na França. E chegará a mais países em breve.

Algumas outras organizações de tecnologia já chegaram a se pronunciar e se prontificaram a trabalhar em parceria com as gigantes.

O que fazer ao encontrar uma notícia falsa

Quando encontramos conteúdo com informações falsas em alguma publicação, o primeiro passo é denunciar ao Facebook, que em seguida encaminhará o tema para as equipes que analisam abusos na rede social. Esse recurso é o mesmo que verifica discursos de ódio, racismo, violência, por exemplo.

E o Whatsapp?

O Whatsapp continua sendo um dos maiores veículos de disseminação de notícias falsas, infelizmente. Este conteúdo que perde o destaque no Facebook e no Google, por exemplo, acabam caindo nas graças dos grupos da rede de mensagens e, a partir daí, cada vez mais compartilhadas.

O principal problema das notícias falsas é que podem abranger tanto uma grande marca como uma pequena. Ninguém está isento de cair em um boato sem querer. E isso pode, infelizmente, custar uma reputação que demorou tanto a ser construída no âmbito digital.

Então, o que fazer para me manter protegido de boatos indesejados? Em primeiro lugar, prestar muita atenção no que é dito em seus perfis de redes sociais. Quando algo de ruim acontece, seus canais são os primeiros a serem atacados pelos internautas indignados. Em segundo, é preciso fazer um monitoramento ativo em todas as redes sociais e em toda a internet, para garantir que nenhum fio solto ficará sem ajuste. É importante entender que a internet vai além do Facebook (ainda que boa parte da população desconheça isso). Por último, em caso de crise, manter a calma. É preciso criar uma boa estratégia para respostas, para esclarecimentos, a fim de não perder pontos com os seus consumidores.

E, claro, vamos sempre colaborar com as gigantes e esclarecer para o seu público que a sua marca é a favor de transparências e informações verídicas. Com a credibilidade da sua marca, é fato que cada vez mais os seus brand lovers vão ficar cada vez mais fidelizados ao seu negócio.

Fonte: G1

leia mais
Andressa NascimentoSaiba como seguir exemplo de Facebook e Google para combater as notícias falsas

Os brasileiros que vão se autopresentear no Natal

on dezembro 22, 2016 Comentários desativados em Os brasileiros que vão se autopresentear no Natal

Você se comportou bem em 2016, para ganhar um presente de Natal? Pelo menos 56% dos brasileiros acreditam que sim e devem se autopresentear no próximo fim de semana.

Segundo o Canaltech, que divulgou a notícia, uma pesquisa realizada pelo SPC revelou que metade dos brasileiros pretende comprar pelo menos dois presentes para si mesmo. Ainda de acordo com a publicação, dentre os motivos citados estão merecimento e a oportunidade de se presentear com coisas necessárias.

Esta é, na realidade, uma ótima oportunidade para os sites de e-commerce se posicionarem com promoções relâmpagos, anúncios nas redes sociais e nos links patrocinados do Google, para conseguir uma conversão maior neste Natal e para fazer com que novos consumidores passem a conhecer o seu negócio.

Fonte: Canaltech – https://canaltech.com.br/noticia/mercado/50-dos-brasileiros-irao-se-autopresentear-no-natal-diz-spc-86348/

leia mais
Andressa NascimentoOs brasileiros que vão se autopresentear no Natal

A geração conectada que trabalha remotamente

on dezembro 20, 2016 Comentários desativados em A geração conectada que trabalha remotamente

Que o mundo está mais conectado, todos sabemos. No entanto, é visível que cada empresa tem se adaptado à evolução tecnológica e muitas já apostam no sistema home office para seus funcionários. Segundo um estudo realizado pela Dell e pela Intel, pelo menos 53% dos brasileiros entrevistados afirmaram realizar atividades do trabalho em casa em algum momento da semana, diferente de outros países, com média em 34%.

Os chamados “Millenials”, aqueles que acompanharam a revolução tecnológica no mundo, com a chegada da internet e dispositivos conectados, afirmam na pesquisa que com a modalidade home office conseguem melhor equilíbrio entre vida pessoal e profissional e que, evitando deslocamentos, conseguem ser mais produtivos.

Pelo menos 60% dos entrevistados ainda comentaram na pesquisa que melhores tecnologias de comunicação tornarão a comunicação presencial menos necessária. Isto indica que o mundo está se tornando mais virtual e que o seu negócio precisa estar no campo de visão destes novos consumidores.

A pesquisa completa da Dell / Intel está aqui: http://www.dellworkforcestudy.com/br/

leia mais
Andressa NascimentoA geração conectada que trabalha remotamente