reputação digital

All posts tagged reputação digital

O Cross-branding e as possibilidades no mundo digital

on março 22, 2018 Comentários desativados em O Cross-branding e as possibilidades no mundo digital

O que mais vemos, na atualidade, é grandes marcas fazendo parcerias para entregar um serviço mais completo para o consumidor esta é uma jogada de mestre, afinal as duas saem ganhando com a fidelidade do cliente. Isso é o que chamamos de Cross-branding.

Nesta semana, por exemplo, a Smiles e a Uber anunciaram uma parceria, em que o usuário compra créditos da companhia de mobilidade na plataforma do programa de milhas antes de usar o aplicativo e então contabilizar os pontos.

O sistema funciona normalmente como uma carteira virtual, tal qual como em créditos pré-pagos. A conversão será feita pela plataforma do Smiles. Cada real gasto em créditos da Uber se transforma em 3 milhas para usuários comuns e 4 milhas para os assinantes do Clube Smiles.. Isto, na verdade, não é novo: Recentemente a Cabify já realizou essa ação, porém em parceria com a Multiplus, outro programa de milhagem.

Saiba mais sobre esta parceria aqui. 

Em verdade, todos ganham com isso. Afinal, os clientes querem pagar menos e ter mais vantagens, é claro. E nesta corrida pela melhor fatia do mercado, vence quem consegue oferecer mais.

Cross-branding e a união da reputação

É claro que estamos falando, aqui, de quatro empresas com reputações já seladas no mercado. No entanto, é possível criar um cenário parecido com marcas pequenas.

Este pode ser o momento de alavancar a reputação da sua marca e fazer com que ela fique conhecida em âmbito digital. No entanto, não basta apenas fazer uma parceria. É preciso oferecer algo para o cliente, para que ele acredite que ser fiel às duas marcas pode ser bom para ele também.

Neste caso da Uber/Smiles e Cabify/Multiplus, o cliente soma pontos de milhagens, que podem se reverter em descontos de até 100% (caso ele tenha uma boa pontuação) em reservas de passagens aéreas, hotéis, locação de automóveis e afins. É o que a maioria das pessoas que mantém um programa de milhas, quer: descontos. Certo?

É preciso criar uma parceria interessante, com benefícios reais e fazer uma boa divulgação com marketing digital, incluindo redes sociais e e-mail marketing. Este é o gol de placa do momento e esta poderá ser a sua oportunidade de galgar seu espaço ao sol.

 

leia mais
Andressa NascimentoO Cross-branding e as possibilidades no mundo digital

Reputação digital: A dos outros pode custar a sua

on novembro 29, 2017 Comentários desativados em Reputação digital: A dos outros pode custar a sua

Não é de hoje que falamos em reputação digital e sua extrema importância aqui no blog. As redes sociais funcionam como um boca a boca, e a partir do momento que algo viraliza contra você ou contra o seu negócio, a crise pode ser brava. Quem enfrenta um turbilhão de coisas, hoje, é o YouTube.

Pedofilia e a reputação do YouTube

Tudo começou com uma conta de um pai solteiro, que ganhou popularidade no Youtube ao criar um canal com vídeos de suas filhas gritando de medo, tomando banho, fingindo ser bebês, vomitando, sendo forçadas a comer e fazendo xixi nas calças. As pessoas ficaram tão horrorizadas, que passaram a denunciar. O YouTube, neste caso, não se deu conta de que se tratava de um canal que expunha as crianças de uma maneira horrível. Muitos vídeos chegaram a ter aproximadamente 9 milhões de visualizações. Depois de muito embate, tiraram o canal do ar.

Você pode conferir o desenrolar da história aqui. 

Depois destes problemas, o YouTube se viu em outra cilada: empresas passaram a retirar sua publicidade da plataforma ao descobrirem que muitos vídeos apresentavam imagens de crianças pouco vestidas e sofrendo algum tipo de abuso ao lado de anúncios de marcas importantes.

Segundo o G1, nestes vídeos havia uma série de comentários de adultos assediando as crianças. Um vídeo com uma pré-adolescente usando uma camisola chegou a alcançar 6,5 milhões de visualizações.

Desculpas públicas

O YouTube chegou a se pronunciar, afirmando que estão trabalhando para corrigir o problema com urgência. Segundo o BuzzFeed, a empresa removeu publicidade de aproximadamente 2 milhões de vídeos e de mais de 50 mil canais disfarçados de conteúdo familiar. Mas o que não tem remédio, remediado está.

Por que falamos, afinal, da reputação dos outros que podem atingir a nossa? Porque quando prestamos serviços a outras marcas, é imprescindível a comunicação estar alinhada. Como já citamos algumas vezes, um deslize pode custar todo um trabalho de anos da empresa – A Uber que o diga.

Quando falamos de prestação de serviços, especialmente em âmbito digital, é imprescindível ter um monitoramento ativo 24h por dia, 7 dias por semana. Vamos esperar para ver o que vai ser do YouTube com tantas marcas dispensando o serviço de publicidade.

Fonte: G1

leia mais
Andressa NascimentoReputação digital: A dos outros pode custar a sua

Reconstrução de reputação: Difícil, mas não impossível

on novembro 14, 2017 Comentários desativados em Reconstrução de reputação: Difícil, mas não impossível

Desde o fim de 2016, a Uber vem passando por dificuldades e problemas com sua reputação, com polêmicas, acesso, assédios, e mais uma série de temas. Em meados de junho deste ano, inclusive, seu CEO, Travis Kalanick foi afastado depois de tantas polêmicas envolvendo a marca, que seguramente é uma das maiores do mundo quando se fala de mobilidade.

Desde então, a marca tem tentado reconstruir a sua reputação – especialmente a digital – já que muitos escândalos envolveram casos sérios, como assédios e seqüestros por parte dos motoristas.

Nesta semana, a empresa anunciou mais um recurso que, inicialmente, passará a funcionar apenas em São Francisco, nos Estados Unidos (mas esperamos que chegue em breve aqui no Brasil). Segundo o Canaltech, a Uber lançou o serviço Express POOL, que promete reduzir pelo menos 25% do valor das corridas compartilhadas, caso o passageiro esteja disposto a caminhar algumas quadras para encontrar o motorista.

De acordo com a matéria, a promessa da empresa é que corridas possam chegar ao custo de US$2 (aproximadamente R$7,5) dependendo da quantidade de usuários em uma corrida realizada. A idéia, segundo a nota, é que haja mais circulação de passageiros, ou seja, mais trabalho para os motoristas e menos custo para os usuários.

Caminhando até o motorista

Segundo a nota, o usuário deverá caminhar até um ponto fácil de chegar, chamado “smart spots”. No caso, em vez do motorista buscar cada usuário em seu local de origem, todos os passageiros se encontram no local.

Com a ação, a Uber pretende reduzir os preços e se mostra a favor do meio ambiente e seus efeitos sobre o trânsito.

Reputação em Construção

Depois de tantos escândalos, a empresa se mostra ativa para melhorar sua reputação no mercado. É difícil recuperar a imagem depois de polêmicas? É, mas não é impossível.

Em primeiro lugar, é preciso assumir o erro e se comprometer a melhorar em todas as esferas. No caso da Uber, até seu CEO foi afastado do cargo. Em segundo lugar, é preciso mostrar de verdade a mudança de postura da empresa, com novos recursos, facilidades para os clientes e preocupação com sustentabilidade e meio ambiente. Por último, é necessário entender que o investimento no marketing digital é imprescindível. Acompanhemos os próximos passos da Uber nessa reconstrução de marca.

Fonte: Canaltech

leia mais
Andressa NascimentoReconstrução de reputação: Difícil, mas não impossível

Construção de marca com as redes sociais

on novembro 21, 2016 Comentários desativados em Construção de marca com as redes sociais

A popularização das redes sociais fez com que as marcas começassem a tomar um novo rumo quando se fala de posicionamento. Antigamente era necessário criar um plano de negócio para decidir o posicionamento da marca e, atualmente, é preciso primeiro descobrir quem é o seu público para, aos poucos, este cenário ir se desenhando.

Assim como disse Elizabeth Ross, do grupo DDB:

“Os consumidores são as novas mídias e eles sabem disso”

Segundo o site Administradores, este novo âmbito torna as redes sociais locais cheios de oportunidades e de desafios e que o primeiro passo antes de adentrar a este mundo é criar a estratégia de construção da marca.

Sempre falamos aqui sobre a reputação da marca e posicionamento, como devemos agir quando já estamos online. Porém hoje vamos falar sobre o antes. É necessário descobrir, inicialmente, seu público alvo para, assim, criar conteúdos mais relevantes para este nicho.

Posteriormente é imprescindível acompanhar e mensurar o que estão falando sobre o seu negócio nas redes sociais. Conferir a reação das pessoas com relação ao seu conteúdo para poder, cada vez mais, segmentar seu público e criar os chamados brand lovers.

Fonte – Administradores – http://www.administradores.com.br/noticias/marketing/como-as-redes-sociais-podem-auxiliar-na-construcao-das-marcas/115003/

leia mais
Andressa NascimentoConstrução de marca com as redes sociais

Reputação digital: item de ouro nos negócios atuais

on setembro 23, 2016 Comentários desativados em Reputação digital: item de ouro nos negócios atuais

Recentemente comentamos aqui sobre a reputação de uma marca nas redes sociais e quais os cuidados que devemos ter para que ela se mantenha positiva em tempo de haters e questionadores virtuais.

Recentemente a Exame também comentou sobre o tema e deu mais alguns pareceres sobre como estruturar seu plano de ação para manter sua fama positiva sempre em alta. De acordo com a publicação, é necessário pensar em três pilares:

  • Cotidiano – ou seja, ser autêntico e transparente primeiro dentro de casa, ou seja, na própria empresa com os funcionários, para transparecer isto para o meio virtual.
  • Criar ações de engajamento com seus leitores, campanhas semanais para o assunto da sua marca ficar sempre em pauta
  • Peca o feedback dos leitores. Entenda as necessidades, abra o diálogo. Os consumidores precisam entender que a sua marca está ali por eles.

O atual marketing online funciona com o famoso boca a boca, que conhecemos há bastante tempo. Quanto mais seus seguidores falarem bem de sua marca por aí, mais você vai ficar conhecido. Simples assim. Ainda segundo a Exame, devemos pensar no negócio e nos problemas que ele resolve e tentar levar soluções e dicas gratuitamente para o maior numero de pessoas possível. É o que chamamos de marketing inbound, ou seja, levar conteúdo de valor às pessoas e ampliar sua base de interessados e brand lovers.

Fonte – Exame – http://exame.abril.com.br/pme/noticias/3-estrategias-praticas-para-falarem-bem-do-seu-negocio

leia mais
Andressa NascimentoReputação digital: item de ouro nos negócios atuais

Obtendo reputação digital para minha marca nas redes sociais

on setembro 19, 2016 Comentários desativados em Obtendo reputação digital para minha marca nas redes sociais

Empresário que é empresário se preocupa com o que vão falar de sua marca, que é o seu patrimônio. Ter uma boa reputação com atendimento com diferenciais, conquistar o cliente desde o momento que ele entra em seu estabelecimento até o momento que sai, causar boa impressão são itens fundamentais da cartilha da visão de negócio.

Com a evolução rápida da internet, esta reputação passou a ser difundida nas redes sociais também, já que o grande público está concentrado no Facebook, Linkedin, Instagram, Twitter entre outras. Como já citamos aqui no blog, muitos empresários acabam ficando inseguros quanto a pisar neste mundo virtual, com o argumento de que lá, as pessoas “podem falar mal do negócio e este tiro pode ser fatal”.

Sim. De fato, a reputação funciona exatamente assim: Um passo em falso e todo o seu trabalho pode ter sido em vão. Mas é exatamente por isso que precisamos arriscar e enfrentar o consumidor no mundo online. Ele simplesmente já pode estar falando da sua marca e você não terá como se defender se não estiver lá, frente a frente com ele.

Mas aí fica a dúvida:

Como ter uma boa reputação e fidelizar meus clientes a longo prazo?

Em primeiro lugar, como disse acima, o nome do seu negócio vai correr por um longo caminho de pedras até conseguir se estabelecer digitalmente. O seu cliente precisa acreditar e confiar em você, precisa lembrar do seu negócio onde quer que esteja. Precisa ser o que chamamos de “brand lover”. E para isso, demanda tempo.

É preciso, inicialmente, humanizar a marca. Isto mesmo. Ninguém é de ferro. Às vezes erramos, e é bom aceitar e pedir desculpas. Os internautas respeitam muito mais as marcas que assumem um erro do que as que fingem que nada aconteceu ou que resolvem tentar se provar certas (ainda que estejam). Dar voz ao seu cliente é mostrar que você se importa, que presta atenção às suas demandas e angustias. Este é o primeiro passo para conquistar o consumidor.

O segundo é estar antenado às novidades, fazer parte das brincadeiras, ter um diálogo leve. Afinal, ninguém quer conversar com um “amigo” chato e quadrado que não está antenado, não é verdade?

O terceiro é entender que ainda que você esteja em um espaço com milhões de oportunidades, ali não é o lugar ideal para você tentar vender o seu negócio a qualquer custo. A rede social é um lugar para relacionamento. Para o seu consumidor te conhecer, gostar de você, pensar em você e, então, querer comprar o que você vende.

Então, se pararmos para pensar, é praticamente o mesmo princípio do seu negócio físico: É preciso causar boa impressão. No entanto, na internet o seu renome alcança milhões.

leia mais
Andressa NascimentoObtendo reputação digital para minha marca nas redes sociais