BLOG

Como se prevenir dos ataques virtuais de hackers?

on maio 29, 2017 Comentários desativados em Como se prevenir dos ataques virtuais de hackers?

Com essa onde de ataques virtuais de hackers, seqüestro de dados e informações digitais, toda proteção para os seus dados e os dados da sua empresa é pouco. É preciso investir em mais técnicas e ficar atento aos possíveis ataques.

Atualmente, segundo o G1, milhares de computadores em todo o mundo estão infectados por malwares que os integram com os chamados “botnets”, que nada mais são que redes de computadores zumbis controlados por hackers. Isso significa que alem de receber spams maliciosos, os criminosos podem, eventualmente, vir a usar o seu equipamento para fazer ataques virtuais.

Ainda de acordo com a publicação, o criminoso pode procurar um alvo diretamente ou buscar, através do registro de acessos à internet, suas vitimas. Ou, ainda, pode buscar por emails ou USB já vulneráveis.

Como saber se o meu computador sofreu ataques virtuais de hackers?

  1. Computador mais lento que o normal – é interessante observar o andamento do seu equipamento, especialmente se ele não completa suas atualizações;
  2. E-mails não enviados na caixa de saída – é importante sempre verificar a caixa de saída, se todos os e-mails que estão ali foram enviados por você;
  3. Navegador fecha constantemente sem motivo aparente ou equipamento trava;

Outras dicas podem ser vistas aqui.

Como eliminar o vírus zumbi

É preciso sempre ficar atento às atividades dos seus dispositivos que são conectados à internet. Em caso de movimentações estranhas, o primeiro passo é atualizar antivírus e colocar a proteção de firewall no máximo. Se você entender que o computador já está muito atingido, a solução ideal é formatar e restaurar suas configurações.

Fonte: G1.

leia mais
Andressa NascimentoComo se prevenir dos ataques virtuais de hackers?

Realidade Virtual agora poderá ajudar a prevenir acidentes

on maio 26, 2017 Comentários desativados em Realidade Virtual agora poderá ajudar a prevenir acidentes

A tecnologia chega cada vez mais para nos encantar e facilitar nossas vidas. A partir de agora, alguns dispositivos poderão deixá-las ainda mais seguras, pois uma empresa Chilena apresentou um simulador de realidade virtual para ajudar na prevenção de acidentes de trabalho. Segundo o G1, a Austral 3D criou o projeto com foco nos trabalhadores de mineração, cujos setores possuem os maiores número de acidentes.

Só no ano passado, por exemplo, pelo menos 18 pessoas morreram no trabalho nas minas e agora com este software, que vai simular fielmente as condições e o cenário que a pessoa enfrentará, será possível se preparar para perigos e prevenir acidentes. O custo por pessoa é de aproximadamente US$100 mensais.

Realidade Virtual no mercado

É fato que a realidade virtual ainda não está tão difundida no mercado de tecnologia. São muitos softwares para games, até então, para entender como a população encara esta nova possibilidade de facilitar a rotina diária. Muitos já são os estabelecimentos que adotam a RV em vídeos curtos, já são encontrados simuladores até em shoppings. Mas a verdade é: Até quanto vai ser curiosidade para as pessoas? Como fazer com que o interesse aumente e elas entendam que a tecnologia pode fazer com que a nossa vida seja muito mais fácil?

A criação deste software para prevenir acidentes de trabalho já é uma luz no fim do túnel para este tema.

Fonte: G1

leia mais
Andressa NascimentoRealidade Virtual agora poderá ajudar a prevenir acidentes

Otimização: A palavra da vez para a internet

on maio 25, 2017 Comentários desativados em Otimização: A palavra da vez para a internet

Quem trabalha com internet já ouviu, pelo menos uma vez na vida, a palavra “otimização”. Do português, o substantivo “otimização” significa “criação de condições mais favoráveis para o desenvolvimento de algo”. Da internet, pode significar desde uma palavra chave que faz com que o Google identifique teu texto até uma hashtag utilizada estrategicamente para atrair pessoas que simpatizam com o seu conteúdo.

Quem tem seus perfis e sua marca na internet tem que sempre ficar ligado nas tendências. Um exemplo é o Instagram, que acabou de anunciar um novo jeito de otimizar o conteúdo e indexá-lo com hashtags na função Stories. Segundo o G1, que divulgou a notícia, se trata de um agrupamento dos mini clipes na área de busca, onde tem uma lupa. Portanto, a partir de agora vai ser mais fácil encontrar conteúdos no aplicativo.

Hashtags e otimização

A partir desta novidade, as marcas poderão investir ainda mais nas hashtags para que os usuários encontrem seu conteúdo de maneira mais rápida e assertiva, porque quando a pesquisa for sobre uma hashtag, os Stories que a tiverem incluído também serão listados.

O que concluímos com isto é: Vamos utilizar a tecnologia a nosso favor e vamos buscar, ao máximo, o nosso diferencial dentro deste imenso bolo. Quem pega as primeiras fatias, se delicia mais.

Fonte: G1

leia mais
Andressa NascimentoOtimização: A palavra da vez para a internet

Google Play: confira a lista de melhores aplicativos de 2017

on maio 24, 2017 Comentários desativados em Google Play: confira a lista de melhores aplicativos de 2017

E os melhores do Google Play são… Sim, a empresa revelou em seu blog oficial a lista Google Play Awards, que elege os melhores aplicativos deste ano que estão disponíveis na sua Play Store.

Para todos os gostos

A tarefa não foi fácil já que, entre 85 bilhões de apps e games, somente 12 foram selecionados em categorias diferentes: jogo Indie, startup, melhor experiência no Android Wear, melhor experiência em TV, melhor experiência em RV (realidade virtual), melhor experiência em realidade aumentada, melhor app infantil, melhor jogo multiplayer, melhor aplicativo, melhor jogo, melhor experiência para acessibilidade e maior impacto social.

Confira a lista:

1) Jogo Indie: Mushroom
2) Startup – HOOKED
3) Melhor experiência no Android Wear: Runtastic Running & Fitness
4) Melhor experiência em TV: Red Bull TV
5) Melhor experiência em realidade virtual: Virtual Virtual Reality
6) Melhor experiência em realidade aumentada: WOORLD
7) Melhor app infantil: Animal Jam – Play Wild!
8) Melhor jogo multiplayer: Hearthstone
9) Melhor aplicativo: Memrise
10) Melhor jogo: TRANSFORMERS: Forged to Fight
11) Melhor experiência para acessibilidade: IFTTT
12) Maior impacto social: ShareTheMeal

Fonte: Canaltech

leia mais
Andressa NascimentoGoogle Play: confira a lista de melhores aplicativos de 2017

Por quanto tempo você consegue se manter desconectado?

on maio 22, 2017 Comentários desativados em Por quanto tempo você consegue se manter desconectado?

Hoje o G1 publicou uma matéria que nos fez pensar muito a respeito da sociedade em que vivemos hoje e se há, em algum momento, a hipótese de se manter desconectado por algum momento que seja. Afinal, desde que inventaram os dispositivos que acessam à internet e as redes sociais, é quase impossível passar por situações marcantes sem querer publicar e compartilhar com seus colegas os seus louros.

Acontece que, por outro lado, esta conexão desenfreada tem gerado desgosto especialmente para grandes artistas, que vêem sua platéia recheada de luzes de smartphones filmando o seu show. Por um lado, quem está ali naquele momento gostaria de eternizar aquilo para rever músicas e performances quantas vezes quisesse. Por outro lado, você, usuário, acaba por não assistir ao show, por conta da ânsia de manter tudo sob o controle de uma lente.

O próprio G1 fez uma colocação muito assertiva da nossa realidade atual:

“O normal é chegar à casa de shows, fazer check-in no Facebook, dar uma olhada nos e-mails e redes sociais enquanto se espera pelo começo da apresentação e, quando isso finalmente acontece, estar com o celular a postos para fazer fotos e vídeos e publicá-los na internet”

Show de Chris Rock desconectado

Quem se mostrou descontente com o assunto foi o comediante Chris Rock, que criou uma ação para fazer com que seus espectadores se conectem mais com ele, durante a apresentação, do que com o dispositivo. Quem comprar ingressos para ver seus shows, no momento, no Reino Unido, terá que abrir mão de usar o telefone, passa a ser proibido.

Para o show do Chris Rock, quem chegar com dispositivos inteligentes deverá colocá-los em pochetes, que são lacradas pela organização e somente abertas ao final do show. Outros artistas, como Alicia Keys e Dave Chapelle, já utilizaram a mesma regra.

É claro que, para você, usuário ferrenho de smartphones e internet, deve estar achando isso um absurdo, certo? “Como vou compartilhar meus momentos de alegria nas redes sociais sem o meu telefone?” A verdade é que, muitas vezes, a tecnologia acaba se tornando uma distração, justamente por conter tantos atrativos rápidos e gratuitos por segundo. Segundo a fabricante das pochetes, Yondr, a idéia desta campanha de lacrar os dispositivos tem a intenção de mostrar que os momentos podem ser mais impactantes quando não estamos concentrados em registrá-lo ou transmiti-lo.

Fonte: G1

leia mais
Andressa NascimentoPor quanto tempo você consegue se manter desconectado?

Telegram se atualiza e anuncia função de pagamento pelo app

on maio 19, 2017 Comentários desativados em Telegram se atualiza e anuncia função de pagamento pelo app

Lembram que falamos nesta semana sobre o Instagram se equiparar ao Snapchat em funções e ferramentas para ganhar espaço? Aparentemente o Telegram tem feito a mesma coisa e anunciou dois novos recursos bacanas na plataforma. Agora, o app de troca de mensagens conta com um sistema de pagamento e com uma base própria para videos, o Telescope, que permite o envio de clipes para qualquer pessoa (mesmo ela não tendo o aplicativo baixado. Basta enviar uma url).

Funções de mensagens do Telegram

A parte de chat aparentemente também sofreu algumas alterações. Agora, os usuários podem enviar arquivos e escolher entre maior qualidade e tamanho do arquivo, podendo comprimir em caso de algo ser muito grande. Os clipes também poderá ter a função de autodestruição, tipo Stories.

Transferência de dinheiro via Shop Bot

A função mais desejada e comentada, no entanto, é o Shop Bot, um modo de pagamento robótico que permite que o usuário faça compra e transfira dinheiro usando o aplicativo, que será integrado ao Apple Pay inicialmente.

As novidades, no entanto, estão disponíveis apenas para iOS, tanto no iPad quanto no iPhone. Por enquanto. Não existe previsão de lançamento das funcionalidades para Android, Windows e outros sistemas operacionais.

Atualizar e ganhar mercado

O Telegram está muito certo em se atualizar diariamente. Com um mercado dominado pelo Whatsapp, é imprescindível que se criem novas funcionalidades que deixem o consumidor cada vez mais confortável para utilizar a ferramenta.

E a tecnologia e internet caminham assim. Quanto mais o tempo passa, mais estamos conectados e utilizamos menos dispositivos para obter mais funções no dia a dia.

Fonte: Canaltech

leia mais
Andressa NascimentoTelegram se atualiza e anuncia função de pagamento pelo app

Android Pay chega no mercado e fortalece ainda mais pagamentos online

on maio 18, 2017 Comentários desativados em Android Pay chega no mercado e fortalece ainda mais pagamentos online

Hoje em dia, tudo é movido à internet. Quando acontece um bug com falta de energia, as empresas e as pessoas em casa ficam em em pânico porque, em teoria, já não se consegue mais contato com os próximos sem o advento internet. Atualmente, se conversa, pede comida, paga contas, tudo online através de empresas como Paypal e PagSeguro, que são mediadoras de bancos. Agora, o mercado brasileiro deve ganhar mais um concorrente, o Android Pay.

Para quem não sabe, a plataforma, do Google, é claro, funcionará com os sistemas do Banco do Brasil, Bradesco, Itaú, Caixa, Mastercard, Visa, Elo e Porto Seguro. O serviço é basicamente o mesmo: Ser um intermediador das financeiras para dar mais segurança para sites e compras online.

A plataforma já funciona desde 2015 nos Estados Unidos e deve chegar no Brasil em breve. Aqui será o primeiro país latino a receber a novidade do Google!

Sistema NFC no Android Pay

Além das facilidades de compra online, em que o usuário pode armazenar no aplicativo os dados do cartão de crédito e débito, o Android Pay também permitirá a função NFC. Com a novidade, o consumidor poderá, na hora de pagar a sua compra em uma loja, apenas aproximar seu celular na máquina e esta finaliza a compra.

Portanto, a internet e a tecnologia chegam cada dia mais para facilitar a nossa vida. O que mais conectaremos nos próximos tempos?

Fonte: G1

leia mais
Andressa NascimentoAndroid Pay chega no mercado e fortalece ainda mais pagamentos online

Instagram imita Snapchat e coloca filtros e máscaras no Stories

on maio 16, 2017 Comentários desativados em Instagram imita Snapchat e coloca filtros e máscaras no Stories

Sim, o Zuckerberg já mostrou (e, na verdade, mostra todos os dias), que não veio a este mundo a passeio e muito menos para brincadeira. Depois de anunciar a ferramenta Stories – similar a do aplicativo Snapchat -, aparentemente o dono do Facebook (e do Instagram, Whatsapp, etc) já provou que quer absolutamente engolir todas as suas concorrentes.

Nesta terça-feira (16), o Instagram anunciou uma nova ferramenta que promete fazer frente direta com o Snapchat. A partir de agora, os usuários poderão usar filtros e máscaras em suas selfies na opção “Stories” (em que os perfis podem fazer fotos e vídeos que se autodestroem em 24h), com imagens divertidas. Esta era a única diferença ainda entre a empresa de Zuckerberg e o Snap.

Ações do Snapchat em alta

O anúncio do Facebook veio logo depois de a Snap, empresa dona do Snapchat, anunciar que teve alta de ações em pelo menos 7%. Segundo o G1, investidores mostraram arquivos regulatórios, proporcionando um novo voto de confiança para a empresa – as ações tinham despencado 23% na última semana após apresentação de resultados trimestrais.

Insta Stories x Snapchat

Ainda que as ações do Snapchat tenham apontado crescimento, a empresa ainda luta para sobreviver, já que o Instagram chega, dia a dia, com mais funções que se equiparam à criadora do modo “stories”.

Historicamente, quem faz muito sucesso com alguma invenção fatalmente é copiado por terceiros. As cópias até chegam a fazer sucesso, porem normalmente dificilmente ultrapassam o original – desde que quem copia não seja Mark Zuckerberg, que fique claro!

Portanto, voltamos àquele tema: na vida (e na internet) nada se cria, tudo se copia e se transforma. Quem vai vencer essa luta? Somente o tempo vai dizer, já que cada dia, para a tecnologia, corresponde a quase um ano para nós mortais.

O que aprendemos com isso?

Que é extremamente importante e essencial de se reinventar diariamente. Mark Zuckerberg construiu este império pensando que todos os dias alguém pode tentar engolir a sua empresa. Sua estratégia? Engolir as outras, para não ser atacado. Serve de lição!

 

 

Fonte: G1

leia mais
Andressa NascimentoInstagram imita Snapchat e coloca filtros e máscaras no Stories

Quem vê oportunidade em crise, pega a melhor fatia do bolo

on maio 15, 2017 Comentários desativados em Quem vê oportunidade em crise, pega a melhor fatia do bolo

Na última semana, o mundo entrou em pânico com a disseminação do vírus “WannaCry”, um tipo de ransomware que fez com que instituições governamentais como INSS, Itamaraty e Ministério Público tivessem que parar com urgência suas operações. Foi uma oportunidade aterrorizante dos hackers sobre o governo de pelo menos 150 países.

Com o escândalo mundial, muitas empresas de segurança aproveitaram a chance e se beneficiaram de uma retomada no investimento em segurança digital para estas instituições públicas.

Segundo o G1, investidores trataram o problema mundial da falha de segurança como oportunidade para comprar ações em vez de encararem o assunto como preocupação sobre o risco que os malwares representam.

Aproveitando a oportunidade

Pelo menos nas redes sociais sempre falamos sobre isso, sobre o fato de aproveitar uma oportunidade de um ocorrido para trazer um pouco mais do marketing para seus perfis. Estamos falando basicamente da mesma lógica, porém envolvendo uma gama maior de dinheiro e negociações públicas.

Isso é o que chamamos de fazer da adversidade uma oportunidade, amigos. O ramo de tecnologia tem crescido cada vez mais e muito se investe em segurança – vide as hackathons (maratonas de programação para descobrir brechas e falhas em sistemas). Basta saber quem deve continuar no jogo.

Fonte: G1

 

leia mais
Andressa NascimentoQuem vê oportunidade em crise, pega a melhor fatia do bolo

Ciberataque mundial: Ninguém está a salvo

on maio 12, 2017 Comentários desativados em Ciberataque mundial: Ninguém está a salvo

Nesta sexta-feira (12) praticamente o mundo parou. Empresas de pelo menos 74 países foram alvo de ciberataque, o que causou interrupção de atendimentos de todas as esferas: setores privados e públicos em todo o mundo. No Brasil, o INSS, a Petrobras, Tribunais de Justiça, o Ministério Público e o Itamaraty tiveram seus sites tirados do ar e computadores desligados; Na Inglaterra, até hospitais públicos tiveram que parar o atendimento e redirecionar ambulâncias para outras unidades.

Ransomware e o ciberataque mundial

Segundo o G1, pesquisas revelaram que o que causou este caos foi um ataque com ransomware (vírus de resgate), que seqüestra dados até que seja pago um resgate. Ainda de acordo com a publicação, a ação pode ter usado uma ferramenta roubada da agência de segurança dos Estados Unidos.

É verdade que sempre comentamos por aqui que é preciso se preocupar com todas as áreas de segurança da nossa empresa, no entanto os hackers são tão rápidos e criativos com seus ataques que, infelizmente, no momento é difícil prever o que pode acontecer.

Hackathons

Muitas empresas de segurança têm investido em “hackathons”, uma maratona de programação com os chamados “hackers do bem”, que procuram brechas em sistemas para tentar prever ataques. Mas pelo menos por enquanto os criminosos têm sido ainda mais criativos.

Enfim, a verdade é que ninguém está a salvo. No entanto, quanto mais blindarmos os nossos sistemas de segurança, mais trabalho daremos para os criminosos – que, normalmente, buscam alvos mais fáceis.

Fonte: G1

leia mais
Andressa NascimentoCiberataque mundial: Ninguém está a salvo